Como calcular os custos de uma reforma no banheiro

Mudar sempre é saudável, e nas nossas casas as mudanças renovam energias, dão mais conforto e beleza.

As ideias são muitas, a imaginação de como ficará o novo ambiente, é justo que a gente queira o melhor – principalmente para durar bastante. Porém, uma questão sempre surge nessa hora: o custo da obra.

Não é algo simples, envolve muito fatores, principalmente a mão-de-obra e a vontade de modernizar. Vamos falar um pouco de como calcular os custos de uma reforma no banheiro

Mas antes uma grande dúvida: controlar a reforma ou contratar um profissional?

Controlar pessoalmente pode representar uma economia com a contratação de um profissional. Porém, é preciso ter uma boa experiência em reformas e muita disponibilidade para estar na obra.

Pesquisar preços, negociar, acompanhar as entregas, gerenciar os prazos de cada etapa, discutir atrasos e cancelamentos de mão-de-obra e de material, verificar se está dentro do padrão de qualidade e se as quantidades de material estão corretas – correndo risco de haver sobra.

Mesmo os não profissionais experientes costumam ter muita dificuldade, e a economia pode desaparecer no dia a dia, nas urgências e nas decisões ruins.

Um profissional recomendado sabe lidar com as fases, o que precisa em cada uma, programação de compra, tem um cadastro de profissionais de confiança e sabe se relacionar com eles.

Além disso, pode orçar corretamente, sugerir ideias, os materiais mais adequados e ajudar a reduzir o custo, usando a experiência com os preços e as lojas. Resumindo, é importante avaliar bem se você terá o tempo e a experiência que uma reforma exige para que tudo seja bem sucedido – a reforma e os custos dela.

Os custos fixos de uma reforma

São os itens essenciais para a reforma e que independem das escolhas pessoais. Em um banheiro, são as instalações hidráulicas e elétricas, alvenaria, os demais custos relacionados à parte estrutural, a mão-de-obra total e despesas acessórias, como a remoção de entulhos.

Estima-se que representam de 25% a 40% do custo total.

Os custos variáveis de uma reforma

São os custos relacionados com as escolhas pessoais para o acabamento da reforma – tipo de revestimentos, pisos, louças. São os itens de maior valor dentro da obra e costumam representar de 60% a 70% do valor total.

O acerto nas escolhas destes itens é fundamental para o sucesso financeiro da reforma.

custos-reforma-banheiro-2

Custos variáveis: é a hora de inovar, reduzindo custo com qualidade

É aqui que as ótimas ideias podem surgir, melhorar o orçamento e dar mais praticidade e beleza.

Por exemplo, se você projeta uma banheira ou um ofurô, existe a instalação de banheiras moderna, um processo inovador da Explas que dispensa a alvenaria e permite uma manutenção muito rápida.

As carenagens hidráulicas e os painéis e tampas de Shaft são ótimas alternativas para ter segurança, rápido acesso aos sistemas hidráulicos e elétricos quando precisar reparar, sem quebrar paredes.

Uma boa pesquisa pode revelar vários outros itens que também modernizam, facilitam e reduzem o valor da reforma.

Como calcular os custos de uma reforma de banheiro

Alguns passos são fundamentais para garantir o sucesso financeiro da obra:

1) Relacione e pesquise detalhadamente os custos fixos e variáveis

A lista exata – itens, quantidades, materiais e marcas – é a sua base para negociar com as lojas. Essa exatidão visa impedir ao máximo as compras posteriores e urgentes que sempre saem mais caro e prejudicam o orçamento.

Devemos ter atenção com os prazos de entrega, eles podem impactar no andamento da obra e custar dias de mão-de-obra. Acrescente 10% de material como uma margem de segurança para imprevistos.

custos-reforma-banheiro

2) Crie uma planilha de custos com cronograma

Essa ferramenta é fundamental para o controle e evitar ao máximo as surpresas, além de ajudar na supervisão da mão-de-obra.

Crie a sequência de etapas da obra e, se possível, as atividades de cada uma. Por exemplo, as fases da colocação dos revestimentos ou da instalação do sistema hidráulico. É importante que os profissionais da obra concordem com a sua atualização do andamento, se possível assinando um relatório que informe a atividade finalizada.

3) Atualize cada item comprado e cada atividade finalizada

A atualização de cada material/atividade com os valores e prazos reais é fundamental para checar se o orçamento será estourado em algum momento ou se os prazos das etapas e da reforma como um todo estão ameaçados, e desta forma podemos tomar decisões preventivas – mesmo que seja um reforço financeiro.

Gostou deste artigo e quer conhecer mais sobre inovações em construções? Veja nosso blog!

Quer conhecer o nosso orçamento para a sua obra?

Acesse aqui e faremos sem compromisso!